Freqüência Cardíaca

Noções básicas de

FREQÜÊNCIA CARDÍACA (FC)

 

Freqüência Cardíaca (ou simplesmente FC) é a nossa pulsação, o ritmo com que funciona o coração, os seus batimentos.

Mede-se a FC, manualmente ou mecanicamente com o aparelho chamado monitor cardíaco (também chamado de freqüencímetro). Manualmente verificamos a FC de maneira bem simples: colocando os dedos indicador e médio unidos sobre o pulso (onde passa a artéria Radial) ou no pescoço (no ponto onde tocamos a artéria Carótida), lembrando que não podemos utilizar o polegar, pois este (o polegar) também possui uma pulsação, o que pode confundir a contagem da FC. O tempo total de contagem da pulsação (FC) é de um minuto e por isso o resultado dessa contagem é chamado de bpm (que significa batimentos por minuto); no entanto para medirmos a FC e termos o bpm, não precisamos marcar a contagem durante um minuto: basta contar durante 6 (seis) segundos e multiplicar por 10(dez) ou contar durante 10(dez) segundos e multiplicar por 6(seis) ou ainda marcar durante 15(quinze) segundos e multiplicar por 4(quatro) que em todos os casos teremos no resultado uma contagem final igual à de 1(um) minuto; no entanto utilizamos mais a contagem de 15 segundos multiplicados por 4 pois é tão segura quanto ao resultado final  como se contássemos durante um minuto completo.

Temos várias formas de verificar o ritmo dos batimentos do coração e a sua capacidade de pulsar através da FC: podemos ter a FC de acordo com um momento de esforço (máximo ou não), na recuperação de um esforço, em repouso, ou logo ao despertar. Através da FC podemos avaliar de uma maneira bem simples a boa ou má condição física (principalmente cardio-respiratória) de uma pessoa.

                                            

                                                As formas de medir a FC são:

 

– FC basal: é a FC verificada logo ao acordar.

 

– FC de repouso: é a FC verificada com a pessoa estando realmente em estado de repouso, preferencialmente sentada ou deitada e a algum tempo sem se movimentar.

 

– FC de esforço (ou exercício): que é a FC medida imediatamente após parar um esforço ou durante o esforço (neste segundo caso utilizando método eletrônico).

 

– FC de recuperação: é medida após um minuto de encerrado o esforço; esta FC é de suma importância, pois a verificação do nível de recuperação ao esforço nos mostra a capacidade do coração e a boa ou má condição física.

 

– FC máxima: que é calculada na pequena fórmula de 220 menos a idade da pessoa, o resultado final da conta simples nos dá o número da FC máxima que indica até qual número de batimentos o coração dessa pessoa pode funcionar. Passar desse limite torna-se um risco até a mesmo à vida.

 

Exemplo de como vemos a FC máxima: Para uma pessoa com 50 anos de idade, simplesmente fazemos a conta de 220 – 50 = 170 bpm; sendo assim 170 batimentos é o limite de pulsações por minuto que o coração desta pessoa suporta. E isto vale para qualquer pessoa, até mesmo para um atleta, pois logicamente um atleta bem treinado para atingir uma FC máxima terá que fazer um esforço absurdo, já que sua FC tende a não subir com a mesma facilidade que a FC de um não atleta.

Observação: Há detalhes do funcionamento do coração percebidos através da FC, como a bradicardia (que é batimento abaixo de 60bpm em repouso), a taquicardia (batimentos acima de 100bpm em repouso) ou o pulso irregular que é a variação do ritmo da pulsação numa contagem.

22 responses to this post.

  1. Posted by pamela da silva on março 9, 2010 at 7:12 pm

    adorei esta explicação.

    Responder

  2. Posted by Selma Ferreira Paes on março 10, 2010 at 1:14 pm

    Achei muito interessante essa explicação sobre noções básicas de Frequência Cardíaca.
    O meu problema é quando estou em repouso(dormindo). tenho pesadelos e por último acordei com
    os meus batimento cardíacos a 150. Será que isso pode me trazer uma morte súbita? Minha pressão estava 14.9.
    Geralmente só tenho isso em repouso!
    Estou sendo acompanhada por um cardiologista, que me receiro um calmante pra eu relaxar.
    Obrigada .

    Responder

    • Oi, Selma! Obrigado pelo seu comentário!
      Olha, o mais importante é você estar com acompanhamento de um cardiologista
      (aliás, todos deveríamos nos consultar e fazer testes e exames periodicamente com um!) e ele buscou logo aliviar a causa da subida da sua FC,
      os pesadelos que lhe assustam no sono e pelo jeito devem lhe dar uma sensação de quem está correndo, exigindo do coração…A subida de Pressão Arterial está acompanhando a subida da Frequência Cardíaca e é normal isso: a Pressão Arterial sobe mesmo quando se faz esforço( no seu caso a agitação que o pesadelo dá, né?)a questão é só o sistema cardio-vascular estar apto a suportar.
      Fique na paz, não haverá morte súbita, basta continuar se cuidando bem…
      Então é isto, seguir o tratamento com o doutor e logo que puder – inclusive comentando como ele sobre tal – buscar realizar uma atividade física orientada, regular e moderada, de forma que condicionem seu coração para suportar bem o esforço que o pesadelo proporciona e também para todas as atividades da sua vida, tranquilamente.
      Um abração,
      Paulo.

      Responder

  3. OI DOUTOR. TENHO 42 ANO, SOU DE MACEIÓ,SOU PORTADOR DE PROTESE METALICA A 24 ANOS, E ATUALMENTE ESTOU COM PRESSÃO , TOMO BESILATO DE ALODIPINO 5, E ATENALOL 50, VAFARINA SODICA DE 5 .
    MINHA PRESSÃO ELA MESMO TOMANDO OS REMEDIOS ELA SEMPRE SOBE, E MINHA FREQUENCIA CARDIACA SOBE, JÁ CHEGOU A 178
    E ELA SOBE E FICA OCILANDO OS BATIMENTOS CARDIACOS NO DIA 14/11/2010 ELA CHEGOU A 19X12 E 112 BATIMENTOS.

    GOSTARIA DE SABER QUAIS OS RISCOS, E O QUE DEVO FAZER, JÁ PROCUREI O CARDIOLOGISTA E NADA, DIZ QEU E PORQUE EU TENHO ESTRES.
    REALMENTE EU TENHO MAIS O QUE DEVO FAZE.
    VEJO A HORA DE TER UM INFARTE E OU UM DERAME.

    Responder

    • Paulo, eu sou Professor de Educação Física e o que posso sugerir é
      que sempre quando tiver dúvida como dessa vez, procure a opinião de outro ou outros médicos.
      É uma recomendação por segurança.
      No entanto posso adiantar que a alimentação correta para o seu caso
      (natural/integral, mas sem gordura animal ou saturada;
      com bastante fibra vegetal: frutas, legumes e verduras adequadas para você)
      é um fator determinante para equilibrar mais o funcionamento cardíaco… Sendo assim,
      um nutricionista que trabalhe com clientes com o seu perfil, o ajudará demais!
      Um grande abraço e tudo de bom!

      Responder

  4. Posted by Maria Thereza Hermeto on fevereiro 3, 2011 at 11:47 pm

    Hj coloquei o frequencimetro logo de manha para avaliar meu gasto calorico diario e notei q a media da minha FC está em 111bpm. Tenho 34 anos e trabalho com atividade fisica. Não faço muita atividade aerobica, mas estou tomando predinisona e bupropiona para depressao. Esses medicamentos elevam a FC? Obrigada

    Responder

    • Oi, Maria Thereza! Tudo bem? Desculpe-me a demora em responder, pois tive problemas com meu blog.
      Com relação a medicamentos, muitos deles podem interferir sim, no entanto só mesmo o médico especialista pode dizer
      quais e como, com total segurança, tá?
      Essa média da FC que você mencionou, se for a média diária, não nos dá um parâmetro preciso,
      porque em geral durante o dia há momentos de esforço e de relaxamento muito variados, então penso que é mais exato
      separar períodos, por exemplo um período quando você faz esforço, quando está recuperando-se de um esforço, logo que acorda também para ver o ritmo mais natural
      da sua FC ( diz-se FC basal) etc.
      Sem dúvidas, as atividades aeróbicas podem ajudar bem a equilibrar os batimentos cardíacos,
      o ideal é você medir a FC tanto em repouso como logo após uma atividade física, ou seja,
      no exato instante em que para, pode medi-la durante 15 segundos e multiplicarA por 4; depois dessa primeira medição
      faça outra 1 minuto após, e pode realizar outras a cada minuto( esses são os intervalos de recuperação),
      pois essa avaliação da FC pretende controlar tanto o número de batidas por minuto, quanto a recuperação.
      Lembrando que a FC máxima = 220 – a idade da pessoa, este cálculo, é o limite de esforço para toda pessoa.
      Se a sua pulsação cai bem depois de um minuto de medida a sua FC de esforço ( aquela imediatamente tomada ao encerrar a atividade,
      ou com frequencímetro durante a própria atividade física)
      mostra que você está com boa recuperação e bem preparado, perceba que essa FC verificada após 1 minuto é a chamada FC de recuperação.
      Há mais detalhes importantíssimos sobre a verificação da Frequência Cardíaca, peço que leia o texto que postei sobre isso e busque também
      em sites especializados.
      Um grande abraço e ótimas atividades físicas pra você!

      Prof. Paulo.

      Responder

  5. Posted by Alexandre on maio 11, 2011 at 3:04 pm

    Bom dia. Gostaria de tentar tirar uma duvida.
    Faço corrida, ora na praia, ora na esteira, e geralmente meso minha FC após um minuto de termino da corrida.
    Gostaria de saber, com mais detalhes o que estou vendo com teste?? Se esse é o método e o tempo mais apropriado para ver essa frequencia após o exercício.

    Obrigado

    Responder

    • Oi, Alexandre! Tudo bem? Desculpe-me a demora em responder, pois tive problemas com meu blog.
      Olha, o ideal é você media a FC logo após a corrida, ou seja,
      no exato instante em que para, pode ser em 15 segundos e multiplica por 4; depois dessa primeira medição
      faça outra 1 minuto após, e pode realizar outras a cada minuto( esses são os intervalos de recuperação),
      pois essa avaliação da FC pretende controlar tanto o número de batidas por minuto, quanto a recuperação.
      Lembrando que a FC máxima = 220 – a idade da pessoa, este cálculo, é o limite de esforço para toda pessoa.
      Se a sua pulsação cai bem depois de um minuto de medida a sua FC de esforço ( aquela imediatamente tomada ao encerrar a atividade,
      ou com frequencímetro durante a própria atividade física)
      mostra que você está com boa recuperação e bem preparado, perceba que essa FC verificada após 1 minuto é a chamada FC de recuperação.
      Há mais detalhes importantíssimos sobre a verificação da Frequência Cardíaca, peço que leia o texto que postei sobre isso e busque também
      em sites especializados.
      Um abração e ótimas atividades físicas pra você!
      Prof. Paulo.

      Responder

  6. Posted by tiago on abril 17, 2012 at 12:24 pm

    essa foi uma esplicao boa so q eu queria sabe q nessa contagem de 15segundos contamos as batidas nesse intevalo e mutiplicamos por

    Responder

    • Posted by tiago on abril 17, 2012 at 12:29 pm

      em eu tenho um aplicativo no cel q medi as batidas por minuto como vo sabe qual e a maxima e a minima de bpm meu coracao suporta

      Responder

    • Multiplique por 4, Tiago; para ter a sua Frequência Cardíaca( F.C.) em 60 segundos,
      pois a contagem da F.C. é em BPM, que quer dizer Batimentos Por Minuto.
      Um abração!

      Responder

  7. Posted by elaine cristina on maio 9, 2012 at 8:53 pm

    quase todos os dias estou tendo taquicardia que chegam ha 160pm tomando remedio estou com muito medo de morrer, ja fiz eletro, holter… e todos os medicos me falam a mesmo coisa que estou com sindrome do panico, confesso que nao acredito muito porque doe muito, sinto falta de ar, desmaio… enfim gostaria de saber o que eu faco pq parece que estou enlouquecendo. preciso muito de ajuda, se puder mandar algo p meu email nanycristina_@live.com, ficarei grata

    Responder

    • Oi, Elaine, Tudo bem? Desculpe-me a demora em responder, pois tive problemas com meu blog.
      Vou reproduzir pra você abaixo a resposta que dei para a Maria Tereza,
      e dela você poderá pegar alguma orientação, tá?

      Com relação a medicamentos, muitos deles podem interferir sim,
      no entanto só mesmo o médico especialista pode dizer quais e como, com total segurança, tá?
      Essa medida da FC que você mencionou, não sendo a média diária, não nos dá um parâmetro preciso,
      porque em geral durante o dia podem haver momentos de esforço e de relaxamento
      ou de agitação e calmaria variados (picos e quedas dos batimentos assim como da pressão arterial)
      então penso que é mais exato separar períodos, por exemplo um período quando você faz esforço,
      quando está recuperando-se de um esforço, logo que acorda também para ver o ritmo mais natural
      da sua FC ( diz-se FC basal) etc.
      Sem dúvidas, as atividades aeróbicas moderadas e as atividades de relaxamento, como o Yoga por exemplo,
      podem ajudar muitíssimo a equilibrar os batimentos cardíacos.
      Com relação aos batimentos em si, o ideal é você medir a FC tanto em repouso como logo após uma atividade física ou o período de excitação, ou seja,
      no exato instante em que para, pode medi-la durante 15 segundos e multiplicar por 4 para ter a o número de seus batimentos por minuto; depois dessa primeira medição
      faça outra 1 minuto após, e pode realizar outras a cada minuto( esses são os intervalos de recuperação),
      pois essa avaliação da FC pretende controlar tanto o número de batidas por minuto, quanto a recuperação.
      Lembrando que a FC máxima = 220 – a idade da pessoa, este cálculo, é o limite de esforço para toda pessoa.
      Se a sua pulsação cai bem depois de um minuto de medida a sua FC de esforço
      ( aquela imediatamente tomada ao encerrar a atividade,
      ou com frequencímetro durante a própria atividade física)
      mostra que você está com boa recuperação e bem preparado, perceba que essa FC verificada
      após 1 minuto é a chamada FC de recuperação.
      Há mais detalhes importantíssimos sobre a verificação da Frequência Cardíaca,
      peço que leia o texto que postei sobre isso e busque também
      em sites especializados.
      Um grande abraço!

      Prof. Paulo.

      Responder

  8. Posted by elaine cristina on maio 9, 2012 at 8:56 pm

    quase todos os dias estou tendo taquicardia que chegam ha 160pm tomando remedio estou com muito medo de morrer, ja fiz eletro, holter… e todos os medicos me falam a mesmo coisa que estou com sindrome do panico, confesso que nao acredito muito porque doe muito, sinto falta de ar, desmaio, fraqueza, dores na pernas… enfim gostaria de saber o que eu faco pq parece que estou enlouquecendo. preciso muito de ajuda, se puder mandar algo p meu email nanycristina_@live.com, ficarei grata estou tomando rivotril e cloxazolam e quando esta muito forte que parece que vou enfartar tomo propanolol,

    Responder

  9. bem bom esse post pra quem ta começando a estudar é mto facil de entender

    Responder

  10. muito bom, bom nao otimo esse comentario era realmente oque eu queria saber e o melhor o exemplo bateu com minha idade ,agradeço a todos e muito obrigado

    Responder

  11. Posted by Denise L.Alves on maio 12, 2014 at 8:50 am

    Estou com uma dúvida, nas últimas semanas estou sentindo meu coração muto acelerado, parece que bate normal e de-repente, sint como se batesse na minha garganta, como uma explosão, medi meu batimentos durante 1 minuto todos os dias, e está batendo 170 por minuto. Preciso de uma opinião, será que devo ir ao médico?
    Obrigada!

    Responder

    • Oi, Denise, boa tarde! É, estão um pouco acelerados os batimentos, pode ser uma taquicardia ou arritmia, mas coisa que você indo ao médico resolve com tranquilidade, coisa momentânea…nada pra se apavorar. Porém, consultar um médico sim, é importante fazer para ele orientá-la. Mantenha contato, me diga depois como foi a consulta e o que o médico disse, tá? Um abração, Prof.Paulo

      Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: