“Lúdico”

Paulo Peixoto de Campos

 

Pipas, papagaios, arraias ou pandorgas

são poesias de uma mesma canção…

Piões rosqueando nas palmas-das-mãos

que se dão e dão-nos ao chão,

rabiscando com rimas quase silenciosas

tantos desenhos

nos recônditos da imaginação…

Lugarejos, arraiais que nos vivem escondidos,

recolhidos nos cantos do coração…

Bola-de-meia,

que estufa a rede parecendo uma teia!

Bola-de-gude, de sã inquietude!

Chute bem dado é o que pega na veia!

Lúdico, não é o que ilude.

Nisso sim, creia!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: